Nos dias atuais a expressão “sair às compras” é pouco usada, pois o acesso a compra online está na palma da mão, tanto o processo de compra como o processo de entrega dos produtos. Isso ocorre principalmente por conta da grande variedade dos meios de pagamento que também podem ser feitos online.

Assim que a ordem de compra chega no sistema de informação do provedor, ele passa pelo processo de confirmação do pagamento, e finalmente é destinado a um CD (centro de distribuição) que transportará o produto até o consumidor.Então é feito um cruzamento de dados, do endereço do consumidor com os locais onde estão armazenados os produtos, isso pode ser na mesma cidade, em outro estado ou até outro país, e uma das principais etapas de uma cadeia de suprimentos moderna está justamente relacionada à eficiência de seus CDs.

Atualmente o maior investimento feito nesse ramo é com automação e integração com robôs no fluxo operacional. imagine o processo de selecionar um artigo específico, armazenado em uma das milhares prateleiras de um CD. E esse CD tem um tamanho próximo a uma 20 quarterões de uma cidade. É necessário não apenas localizar o artigo, mas fisicamente buscá-lo de forma rápida e eficaz para depois embalar e despachar ao seu destino final. Atualmente, diversas soluções são utilizadas para resolver estas questões, e uma delas é o uso de robôs chamados de “Butler” (mordomo) desenvolvidos pela empresa GreyOrange, fundada em 2011.

Esses robôs são capazes de levar as prateleiras onde os artigos estão armazenados até os operadores do CD, isso é feito de forma rápida e ágil, podendo atender a várias encomendas juntas.Os robôs trabalham 24 horas por dia e quando estão ficando sem bateria conectam-se sozinhos na rede de energia.