As empresas que trabalham com revenda e demanda de produtos, tem um grande desafio em mãos, pois tem que saber qual o momento ideal para fazer a venda, para seu produto não ser desvalorizado e perder valor no mercado, e também para não ficar muito caro e o produto ficar estocado acumulando pó e não gerando lucro .
A várias empresas que focam apenas na receita a curto prazo e não enxergam o valor real a longo prazo, então acabam caindo do cavalo tendo problemas na sua gestão de estoque.
Esse tipo de gestão necessita de um controle adequado sobre os processos de inventário, cadastro, distribuição, performance de venda e definição de sortimento.

Inventário: nesta etapa, é necessário verificar o quanto de produto físico tem no estoque e se está inserido no sistema.

Cadastro: é preciso ter cautela, pois os produtos que forem cadastrados errados podem alterar o seu inventário, ou seja uma quantidade errada de produtos que se tem no estoque.

Distribuição: a má distribuição de produtos entre os pontos de venda, pode ocasionar um desequilíbrio no estoque, criando um acúmulo em uns e falta em outros.

Performance de vendas: a boa administração da performance de vendas faz com que a empresa tenha uma resposta rápida em relação ao valor e ao abastecimento do estoque.

Definição de sortimento: Se a empresa não faz essa distribuição de sortimento corretamente, ocorre um acúmulo de estoque, não existe uma receita pronta para ter sucesso nessa etapa, a maioria das vezes é por aposta. Mas é algo que precisa ser identificado e resolvido logo nas primeiras experiências.

Aplicando corretamente essas etapas a empresa tem uma grande chance de sucesso, e evita tanto o desperdício quanto o exagero na gestão de estoque.
Indicadores com Giro de Estoque, Cobertura de Estoque, Overstock, Perda de Inventário, Aging e Ruptura podem ajudar a empresa a identificar os erros e fazer os devidos ajustes, para então se ter uma boa gestão do estoque, sabendo quanto comprar, qual a distribuição de sortimento correta,etc.

Para as empresas é interessante que o produto seja vendido antes mesmo de ser pago ao fornecedor,a falta de sincronia entre o prazo de venda e o prazo de pagamento reduz a disponibilidade financeira e a capacidade de realizar novas compras para repor o estoques.
Diante de tudo o que foi abordado não podemos esquecer do cliente, que será impactado de forma direta ou indireta por todo esse processo, caso seja mal executado irá gerar a insatisfação do consumidor, não trazendo bons resultados a empresa.
Entender a grande importância da gestão de estoque já é um grande avanço, porém aplicar isso corretamente é algo que leva tempo e vai acontecendo aos poucos, porém ao caminhar a empresa cresce tanto na parte de expansão quanto na lucratividade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here